And The Winner is….

Olá Galera,

Chegou o grande momento, de revelar o meu disco favorito de 2008. Antes de tecerem algum tipo de crítica ou simplesmente fechar o seu navegador alegando que este que lhe escreve não conhece nada de Rock ´n Roll, leia o post até o final e assista aos vídeos.

O meu disco #1 em 2008 foi A Sense of Purpose da banda sueca In Flames:

In Flames - A Sense of Purpose (2008)

In Flames - A Sense of Purpose (2008)

Produzido por: In Flames, Roberto Laghi & Daniel Bergstrand
Letras por: Anders Fridén, Björn Gelotte, Jesper Strömblad

Tracklist:

01. The Mirror’s Truth
02. Disconnected
03. Sleepless Again
04. Alias
05. I’m the Highway
06. Delight and Angers
07. Move Through Me
08. The Chosen Pessimist
09. Sober and Irrelevant
10. Condemned
11. Drenched In Fear
12. March To The Shore

Faça o Download em (a senha é inf):
Parte 1 – Parte 2
Obs.: Após a audição, compre o CD… vale a pena!

Que venham as pedras, tanto dos fãs da antiga fase do In Flames, quanto dos apreciadores do rock ‘n roll em geral que se recusam a aceitar a importância do movimento de heavy metal proveniente da Suécia, mais precisamente de Gothenburg (conhecido por Gothenburg Sound ou Gothenburg Metal).

Para quem não conhece, esse estilo de Rock, mistura basicamente o peso proveniente do Death Metal, com arranjos mais melódicos principalmente nas guitarras e se caracteriza por vocais ora guturais e ora mais limpos, principalmente nos refrões. Muitas bandas usam também o teclado em suas melodias, o que é o caso do In Flames, e que em minha opinião é um dos grandes diferenciais dessa grande banda.

Esse disco, sucessor do Come Clarity de 2006, traz muita energia e melodia em suas músicas. O Vocal do Anders está mais conciso e torna-se um dos destaques do CD, logo atrás dos riff´s de guitarra arrematadores criados na maioria por Jesper, outro diferencial é a afinação e o timbre das guitarras.

Seguindo um estilo bem característico do In Flames destacam-se : The Mirrors Truth, Move Trhrough Me, I´m the Highway, Delight and Angers e Disconnected, com riff´s marcantes e refrões pegajosos e impactantes.

Duas faixas que fugiram um pouco à regra certamente foram Alias, e The Chosen Pessimist, essa última completamente dispensável, mas diferente de Alias que traz uma dimensão completamente diferente e extremamente melódica, não deixando de lado o peso de sempre, mas nessa música nota-se com maior ênfase o uso do teclado, mesmo assim é uma das músicas que só de pensar já gruda na mente e demora algum tempo a sair (fato que acaba de acontecer agora comigo).

Confira o Video-Clip da música Alias abaixo:

Confira o Video-Clip da música The Mirrors Truth abaixo:

Outro diferencial do disco está na arte, feita por Alex Fardee, que é um banho de criatividade nas ilustrações e contexto criados, a cada página é contada parte de uma história sempre relacionando o conteúdo da letra às ilustrações. Confira abaixo algumas das ilustrações do encarte:

 

Ilustação do Site Oficial

Ilustação do Site Oficial

 

Encarte - Alias e I´m the Highway

Encarte - Alias e I´m the Highway

 

Encarte - Move Through Me

Encarte - Move Through Me

Discografia do In Flames:

1994 – Lunar Strain
1994 – Subterranean
1995 – The Jester Race
1997 – Black-ash Inheritance
1997 – Whoracle
1999 – Colony
2000 – Clayman
2001 – The Tokyo Showdown (Live)
2002 – Reroute to Remain
2004 – Soundtrack to Escape
2006 – Come Clarity
2008 – A Sense of Purpose

Formação da Banda:

Jesper Strömblad (Guitarras)
Björn Gelotte (Guitarras)
Anders Fridén (Vocal)
Peter Iwers (Baixo)
Daniel Svensson (Bateria)

Se você não conhece In Flames, ou não tem idéia do impacto que essa banda está causando na Europa e no mundo confira os vídeos abaixo:

Only for The Weak Live at Wacken:

Only for The Weak e Clayman Live at Soundtrack Tour:

Colony live in Seoul, Korea

Cloud Connected live in Seoul, Korea

Em documentários e nas entrevistas podemos perceber que a banda de alguns anos para cá, vem com uma sede insaciável por shows e pelo aperfeiçoamento de sua musicalidade. Eles acreditam que a melhor forma de uma banda evoluir é estando na estrada, tocando no maior número de lugares que consigam, seja esse lugar uma arena ou um bar de rock. Exemplo disso pode ser conferido no DVD (Used and Abused… In Live We Trust), onde eles gravaram um show em uma das mais renomadas casas de espetáculo da Europa: o Hammersmith, e o outro show se passa em um bar chamado Stick Fingers, em Göteborg na Suécia.

In Flames na América do Sul

No web-site da banda, podemos conferir uma extensa lista de shows, e também podemos nos chatear ao perceber que eles irão fazer uma turnê sul-americana em fevereiro e ainda não confirmaram nada no Brasil. Será que nenhum produtor está interessado? Será que a venda de discos do In Flames em nosso país não é tão representativa?

Estranho, pois há alguns meses atrás conferi o show do The Haunted, banda essa que faz parte do mesmo movimento de Death Metal Melódico, e em minha opinião possui muito menos expressão do que o In Flames. Junte as peças:

a) o In Flames não faz distinção entre tocar em arenas ou bares;
b) Tivemos show do The Haunted em um bar de Rock para cerca de 300 pessoas;
c) In Flames estará aqui do lado, na Argentina e possui uma janela de 7 dias até viajar para a Austrália e continuar sua Turnê;
d) Produtores??? Where fuck´n are you?

Resolva a expressão: a + b + c + d = IN FLAMES NO BRASIL!!!

Para informação, essas são as datas da turnê sul-americana:

07/02 Monterrey – Café Iguana – Mexico
08/02 Mexico City – Circo Volador – Mexico
10/02 Bogota – Teatro Metro – Colombia
12/02 Santiago – Blondie – Chile
14/02 Buenos Aires – The End – Argentina

Observações sobre o Top 3:

Como vocês puderam conferir, foi um ranking até que eclético (Classic Rock, Thrash Metal e Death Metal Melódico) certo? Bom… faltaram alguns estilos que eu admiro bastante, mas enfim, se tratava de um Top 3.

Desde que eu já havia escolhido os 3 CDs do ano, eu escutei alguns outros que me agradaram e muito, para não ser injusto com esses lançamentos eu irei falar sobre esses 2 grandes discos de 2008 no próximo post.

Dicas: um deles é de uma banda de Hard Rock americana, e o outro é de uma banda de Heavy Metal Melódico alemã, mas que está tomando um direcionamento um tanto diferente já fazem uns 3 discos.

Abraços, e até a próxima!

Anúncios

~ por Vitor em dezembro 28, 2008.

3 Respostas to “And The Winner is….”

  1. fala vitor! bom, vc sabe que o q mais me chamou atenção e o que sem dúvida alguma faz a diferença pro in flames ( na minha humilde opinião)
    são os sintetizadores!! fora isso, as letras são mto legais tb, e essa arte do disco é incalculavelmente legal!! tanto é que me influencia não…. eu realmente sinto MTO q minha (praticamente) única banda preferida no estilo não venha pra cá… mas se a montanha não vem até mim, eu vou até a montanha… e nem é tao longe assim tb…
    ps: curti a inspiração do seu post!!! e dentre o top 3, estou de inteiro acordo!!!

    bjs!

  2. Coincidência ou não, o In Flames confirmou em seu site oficial que tocará no Brasil dia 15/02 em São Bernardo no Espaço Lux Brazil.

    O ùnico porém, é que no mesmo dia teremos show do Edguy no Credicard Hall, e o disco novo está sensacional…

    Vamos ver o que dá para fazer!

  3. Hmmm… Influências de Death Metal… Isso começa a me interessar… Vou dar uma conferida… 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: